Home Blog Cursos Introdução aos Jogos Musicais - Polos pelo Brasil
Thursday, 11 May 2017 10:09

Introdução aos Jogos Musicais - Polos pelo Brasil

Rate this item
(1 Vote)

Neste segundo semestre de 2017 o curso: "Introdução aos Jogos Musicais" acontecerá em 4 polos no Brasil. 

Os Estados do Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais e Goiânia abrem inscrições a partir do dia 09 junho para este curso que tem no total 60 horas de carga horária: 32 horas presenciais e mais 28 horas online. Os encontros presenciais acontecem aos sábados (com exceção do 4. encontro do polo Goiânia que será domingo), uma vez por mês. O Polo de São Paulo acontecerá em 4 dias consecutivos nos dias 27, 28, 29 e 30 de julho. Confira cada polo no final da página clicando no mapa de cada um dos estados.

O Curso, resultado de pesquisa e filtragem de material

O Curso “Introdução aos Jogos Musicais” é fruto de cinco anos de trabalho, observação, pesquisa, atualização constante, equívocos, acertos, muitas aulas na escola regular com crianças de fundamental 1 e 2 e seguidas formações para professores por todo o Brasil e pelo mundo. O movimento foi acompanhado em função do nascimento da empresa “Música e Movimento, Núcleo de pesquisa e formação em educação ativa ltda”.

O trabalho de Uirá Kuhlmann ganhou consciência e convencimento após a graduação em Orff/Schulwerk pela San Francisco Orff Program na Califórnia, (2012), a consolidação de parcerias e total conexão junto a outros profissionais que nessa época procuravam o mesmo ideal: trazer possibilidades para a educação musical principalmente ativas, ou seja, norteadas pelo movimento corporal, por jogos e por atitudes criativas, seja da parte dos docentes, seja de ofertar a mesma atitude aos discentes. Na mesma época concluía também a licenciatura em educação musical pela UFSCAR (2013). Estêvão Marques, que se formava no mesmo ano na S. Francisco, e Charles Raszl, que se formava no mesmo ano na Licenciatura, foram grande incentivadores na decisão de consolidar esta ideia.

O curso pretende desenvolver as premissas fundamentais da pedagogia ativa, porém, adaptando para uma condição que não obriga pré requisitos musicais, ou seja, permite que o educador sem conhecimento técnico ou da linguagem musical possa participar. As propostas nascem a partir de brincadeiras que se desencadeiam em manifestações sonoras, corporais e lúdicas que despertam as atitudes e o universo infantil e se organizam em sonoridades, ritmos, melodias, contrastes, abertura de vozes, jogos cumulativos, cânones, ostinatos sobrepostos, rondós, improvisos e muita criação para construir a natureza simples e ao mesmo tempo elaborada de conceitos estéticos que a música possibilita.

Trabalhar o tripé movimento/jogo/criação - condição intrínseca do universo infantil - é o norte das ações. Imersão em jogos de mão, percussão corporal, parlendas, ditos populares, trava línguas, instrumentação miúda e objetos são os pontos de partida. Tais preceitos tão solidamente alicerçados pelo educador Carl Orff.

 

Por que os polos regionais?

O curso “Introdução aos jogos musicais” é uma formação voltada não só para educadores musicais mas para outras áreas de atuação. A adesão destes profissionais tem sido cada vez maior e as demandas mais claras nos últimos quatro anos de projeto. O projeto conquistou o interesse de profissionais da área da educação básica de maneira geral, de algumas áreas da saúde e de músicos profissionais. Outras áreas em que o interesse pelo conteúdo do curso tem aumentado são da parte corporal, como educadores físicos, recreacionistas e das artes do corpo. 

Com a expansão do interesse e da demanda o Música e Movimento iniciou a parceria com profissionais de alta qualidade que já tem bagagem e experiências com os nossos cursos e os convidou a fazer parte desta parceria que vai crescendo ano a ano.

 

Conteúdo do Curso Presencial:

 

ENCONTRO 1

 Aula 1 - Introdução à Educação Musical Ativa (2 horas)

Primeiro momento do curso com uma conversa sobre a importância da Educação Musical e o seu aspecto ativo. A prática musical, a escuta, o movimento corporal, o jogo e a criação como alicerces da construção das aulas, das atividade e da estética educativa/musical. Um apanhado geral dos objetivos do curso. Recursos, ferramentas e possibilidades de como trazer pequenas e simples habilidades para a técnica da Educação Musical.

Aula 2 - Brincadeiras de mão e roda e a criação conjunta (2 horas)

A partir das brincadeiras de roda e de mão a observação dos primeiros conceitos da música e do movimento e sua organização e inserção a partir das ferramentas simples de criação. A experimentação de uma criação de atividade conjunta a partir de alguma canção ou brincadeira popular.

 

Aula 3 -. Dinâmicas musicais com objetos da infância - bolas (2 horas)

A bola como regência, comandos e criação de sequências sonoras. A bola como baqueta e sua imprevisibilidade. A relação do tempo e do espaço tão fundamental para relacionar a rítmica e o corpo. O objeto como concretização de dinâmicas e jogos musicais.

 

Aula 4 - Dinâmicas musicais com objetos da infância - copos (2 horas)

Um laboratório criativo e as técnicas para a construção de peças musicais com os copos. Vamos desenvolver nossa criatividade e sonoridade com os copos realizando não só uma música, mas um jogo onde o vencedor é a educação musical.

 

 

ENCONTRO 2

Aula 5 - Percussão Corporal e conceitos para criação (2 horas)

O principal instrumento musical. Compreender aspectos rítmicos e timbrísticos e aliar o movimento corporal potencializando às atividades de brincadeira e socialização, além de outras habilidades motoras e de coordenação. A percussão corporal como recurso pedagógico.

 

 

Aula 6 - Parâmetros na criação de atividades e arranjos simples e a estética musical (2 horas)

Um panorama de conceitos para organizar o pensamento na hora de criar atividades e arranjos. Os parâmetros estéticos que contemplam a abertura de vozes, a diversidade de aplicação e as bases para a criação de jogos musicais, movimentos corporais e peças instrumentais.

 

 

Aula 7 - Dinâmicas musicais com objetos da infância - bambolês (4 horas)

Os bambolês desmontáveis que constroem formas muito mais além do que simples aros. Cenas, esculturas e sonoridades serão exploradas trazendo um universo de magia musical. Os bambolês como casas de tabuleiro e criação de inúmeros jogos musicais para a sala de aula: a mais prática cadeira do aluno nas aulas de música.

 

ENCONTRO 3

Aula 8 - Teoria como Jogo - Conceitos básico de ritmo e movimento melódico (4 horas) 

Uma aula 2 em 1, pois trará conceitos importantes da música e ao mesmo tempo já direciona os professores como aplicar os próprios conceitos aos alunos. A partir de jogos simples e totalmente práticos iniciamos o entendimento da organização do ritmo e do movimento melódico, a organização disso nos termos musicais e o registro disso no que diz respeito à escrita e leitura.

 

Aula 9 - Dinâmicas musicais com objetos da infância - "Puppazzetti" (2 horas) 

Fazer música, criar histórias, trabalhar o movimento corporal, brincar com fantoches sonoros, e acompanhar peças musicais. Em italiano, os chamado puppazzetti, bichinhos de látex sonorizados que são brinquedos para pets, agora revistos como super dinâmicos e ferramentas musicais para a sala de aula. Instrumentos musicais inesperados que trazem um mundo de timbres e ludicidade na aulas de música.

Aula 10 - Games Percussivos (2 horas)

As possibilidades e estratégias de se trabalhar instrumentos da antiga bandinha rítmica com novas sonoridades e timbres de outros pequenos instrumentos, utilizando brincadeiras rítmicas, ostinatos, imitação, pergunta e resposta, cânones, rondós, improvisos, criação e muita diversão.

 

ENCONTRO 4

Aula 11 - Os Boomwhackers e a música colaborativa (4 horas)

A utilização dos tubos coloridos em atividades repletas de brincadeiras, movimento e desafios musicais. Músicas que nascem a partir de cartelas e palavras em divertidos temas. Um panorama de experiências com vivências musicais e dinâmicas colaborativas, criatividade usando as notas em formas de tubos, e a música em forma de jogo.

 

Aula 12 - Brincadeira de voz e cânones (2 horas)

Para o educador, nada mais primordial que saber o nome de todos. A relação do nome de cada indivíduo com o seu grupo é fundamental. Nesta parte do curso serão oferecidas uma série de possibilidades de apresentação com atividades em roda e de criação, dinâmicas socializantes e importantes para fortalecer o vínculo aluno/professor e a atmosfera forte e unida de uma turma de pessoas. 

Aula 13 - Tarefa final - Criação de atividade em grupos (2 horas)

As última duas horas do encontro será dedicado ao trabalho de criação dos participantes a partir da oferta de elementos da nossa cultura brasileira. Os participantes serão estimulados a criar em duplas, trios ou quartetos atividades oriundas de parlendas, próverbios, rimas, trava-línguas, músicas folclóricas, brincadeiras populares elaborando uma atividade com os principais elementos desenvolvidos durante o curso, baseando a atividade nos 5 pilares: Tocar/cantar, Ouvir/escutar, Brincar/jogar, Dançar/Movimentar-se e Criar/Imaginar.

 

 

 


 

Os Formadores:

Márcio André Riegel/RS

Márcio André Riegel é professor pós-graduado em Metodologia do Ensino da Música. Formador regional qualificado do Programa Jogos Musicais do Música e Movimento. Atua na área de Educação Musical há mais de 25 anos, com crianças e também com professores interessados em utilizar a música como ferramenta e linguagem para ensinar nas mais diversas áreas.
Estudou sob orientação dos eminentes professores Uirá Kuhlmann (Música & Movimento), Estevão Marques (Palavra Cantada, San Francisco School, Grupo Triii); Oriol Ferré (Harmony Games, Barcelona), Alexander Riedmuller (Rítmica de Viena), Pedro Consorte (Stomp), Lucas Ciavatta (O Passo), Ariel Ameijenda (Montevideo) Daniel Wolff e Marcelo Nadruz (Porto Alegre). Executa instrumentos de várias culturas, acreditando que a música transcende fronteiras.

 Mariana Bruekers/MG

Mariana Bruekers possui mestrado em Pedagogia Musical pelo Royal Conservatoire (Holanda, 2013), graduação em Licenciatura em Música pela Universidade Federal de Minas Gerais (Brasil, 2010) e graduação em Música Bacharelado em Flauta Transversal pela Universidade Federal de Minas Gerais (Brasil, 2010). Atualmente é professora de musicalização no Projeto Escola de Cordas de Inhotim (Brumadinho/MG), professora de musicalização infantil no CEPEM (Belo Horizonte/MG) e Formadora Regional do Música e Movimento (Uirá Kuhlmann/SP). Integra o grupo de Choro Trio Bola Preta (com o qual gravou o CD "Saideira", em 2014) e a Flutuar Orquestra de Flautas (com a qual gravou o CD "Flutuar Orquestra de Flautas", em 2010).

 

Diego Amaral/GO

Diego Amaral Damacena, licenciou-se em Educação musical pela Universidade Federal de Goiás em 2007, estudou no Conservatório de Tatuí/SP em 2009. Desde 2010 faz parte dos quadros da Universidade Federal de Goiás e da Secretaria Estadual da Educação como professor e músico, atuando Centro de Pesquisa em Artes “CIRANDA DA ARTE” e "COLETIVO 22". Há 20 anos atua como músico e professor, acreditando no papel fundamental das metodologias ativas como ferramenta para o ensino e a formação integral do ser humano. Desde então aperfeiçoa seu conhecimento e aprimora sua técnica com os professores Uirá Kuhlmann (Música & Movimento), Estevão Marques (Palavra Cantada, San Francisco School, Grupo Triii), Pedro Consorte (Stomp), Lucas Ciavatta (O Passo), dentre outros. Integra como músico percussionista a GRANFIEIRA, a Big Band BANDA PEQUI e o BRASIL IN TRIO,  com quem já fez turnês e ministrou workshops no Brasil e no Exterior. 

 Uirá Kuhlmann/SP

Consultor em educação musical ativa para educadores em geral, Endorsee da Boomwhackers (tubos sonoros) no Brasil e Diretor da Empresa Música e Movimento - Núcleo de Pesquisa e Formação em Educação Musical Ativa Ltda. www.musicaemovimento.com.br. 

Formado pela EMESP em piano erudito, Áudio e Acústica pela IAV, Licenciatura em Educação Musical pela UFSCar. Graduado em Orff/Schulwerk pela San Francisco School “The Certification Orff Program” Califórnia, USA e pela Escola do Movimento Ivaldo Bertazzo no curso de “Reeducação do Movimento”. Atualmente vem desenvolvendo sua franquia de cursos regionais pelo Brasil e ainda se dedicando a ampliação de sua loja online e importação de materiais alternativos para o ensino da educação musical mais ativa e lúdica.
Professor de Vivência Musical na capital paulista. Pesquisador e Arranjador na área da educação musical ativa e cultura brasileira. Professor de disciplina em pós graduação no curso “A Arte de ensinar arte” da Faculdade Singularidades. Autor do livro: “Música para Cartelas eTubos Percussivos” com repertório para os Boomwhackers®.
Capacita professores em todo o Brasil e no Exterior. No Brasil já realizou cursos em mais de 50 cidades diferentes entre elas as capitais: São Paulo, Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Vitória, Brasília, Salvador, Goiânia, Natal , Fortaleza e Belém. No Exterior já ministrou cursos na Uruguai, Argentina, Colômbia, Espanha, Itália, Turquia, China e Hong Kong.

 

Escolha (em breve) o seu polo!

 

Read 7167 times
Uirá Kuhlmann

Consultor de Educação Musical para Escolas Públicas e Privadas, Serviços Sociais como SESI E SESC e Entidades, Instituições e Fundações. É Professor de Iniciação e Vivência Musical nos Colégio Carlitos e Germinare (Instituto JBS) e pesquisador e arranjador na área da Educação Musical Ativa e Cultura Brasileira.

Website: www.musicaemovimento.com.br

Se inscreva em nosso boletim mensal para receber comunicados

Últimas Novidades

Prev Next
Super Curso de Jogos Musicais

Super Curso de Jogos Musicais

Serão 16 horas de oficina, com certificação, trabalhando os seguintes conteúdos:

Sofia Lopez Íbor! A TOP 1!

Sofia Lopez Íbor! A TOP 1!

Uma ampla abordagem sobre a Educação Musical Ativa, uma base sólida sobre conceitos musicais e no universo do Jogo, da Criação e do Movimento.

Oriol Ferré (Barcelona) em BH e Rio!

Oriol Ferré em BH e Rio!